Quanto custa viver viajando pelo mundo?

Quanto custa viver viajando pelo - Zimbábue

“Vocês não têm boleto pra pagar?”

Essa pergunta foi feita em tom de brincadeira quando contamos para um grupo de amigos sobre nossos planos. Sabemos que por trás da piada está um pensamento comum: “viver viajando pelo mundo deve custar uma fortuna”.

Mas isso definitivamente não é verdade!

É claro que se tivéssemos efetivamente “boletos para pagar”, ou seja, dívidas, isso complicaria bastante nossa vida. Poder hoje largar tudo e sair viajando pelo mundo está diretamente relacionado a decisões tomadas lá atrás: de viver de forma econômica, fazendo escolhas pensadas e gastando com o que é de fato importante para nós.

Quanto custa viajar pelo México
Viajar sempre foi uma prioridade para nós. Ao mesmo tempo, sempre foi também uma preocupação que nossas viagens fossem econômicas

Viver com mais simplicidade, comprando menos coisas e se perguntando com frequência com o que valia à pena gastar dinheiro nos ajudou de pelo menos duas formas:

A primeira foi economizar. Sem dúvidas ter uma reserva nos deu uma tranquilidade maior para nos jogar mundo afora com uma filha que nem tinha completado um ano de idade.

A segunda e provavelmente a principal é que ao levar uma vida sem muita frescura e relativamente barata, é mais fácil se adaptar a viver viajando de forma também econômica.

Afinal, a questão aqui é “quanto custa viver viajando pelo mundo?” e existem muitas respostas diferentes para essa pergunta.

Quanto custa viver pelo mundo?

O custo de viver viajando dependerá fundamentalmente do seu estilo de vida e do seu conhecimento sobre como economizar com hospedagem, alimentação, transporte etc.

Da mesma forma que existem muitas respostas possíveis para a pergunta “quanto custa viver em uma determinada cidade?”.

Ao passar mais tempo em cada lugar, é possível negociar descontos em plataformas como o Airbnb, assim como fazer supermercado e cozinhar em casa. Os gastos com deslocamentos (passagens de avião, trem, ônibus) ficam menos frequentes e você pode explorar as formas de cada cidade de se divertir sem gastar os tubos.

Viver viajando não é necessariamente mais caro do que viver parado

Dessa forma, viver viajando não é necessariamente mais caro do que viver parado. Pode até ser o contrário. Porque você pode optar por ir para lugares onde o custo de vida é menor do que na cidade em que você vive hoje.

Existem alguns sites que permitem, inclusive, comparar os custos de viver em diferentes cidades, como o Nomad List ou o Numbeo.

O fim das despesas fixas

Nós, por exemplo, vivíamos na zona sul do Rio de Janeiro. Nossos gastos mensais lá eram altíssimos comparados com quase todos os lugares do Brasil ou mesmo do mundo.

E pode parecer óbvio, mas não custa lembrar: quando você decide viver definitivamente como nômade, gastos como aluguel, condomínio, conta de luz e qualquer outra despesa relacionada a sua vida “não nômade” deixam de existir!

Carnaval no Rio de Janeiro - Beatriz fantasiada
Não é bruxaria! Viver viajando pode custar menos do que viver parado em uma mesma cidade

Nosso orçamento para viver viajando é, portanto, menor do que o orçamento que tínhamos para viver no Rio.

E estamos tranquilos com isso.

Com base em muita pesquisa e referências de outros nômades, estamos confiantes que dentro de nossas estimativas será possível viver uma vida sem frescuras, porém confortável.

Viver viajando é diferente de sair de férias⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Não se pode confundir uma vida nômade com uma vida de férias. Ou pode, caso dinheiro e/ou necessidade de trabalhar não sejam uma questão para você. Mas se você está aqui preocupado em entender quanto custa viver viajando pelo mundo, provavelmente é bom prestar atenção nisso.

É preciso enxergar a viagem como algo permanente e não como alguns poucos dias especiais em que os abusos são permitidos. Caso contrário, o seu custo de vida poderá ser extraordinariamente alto.

Por exemplo, de modo geral, as pessoas não fazem todos os dias suas refeições em bons restaurantes. Isso custaria uma fortuna. Portanto, é recomendável se adaptar rapidamente a cada lugar.

Fazer supermercado, comer em lugares mais simples e, eventualmente (por que não?), ir naquele restaurante recomendado no TripAdvisor.

Quanto custa viver viajando se você viver como quem está de férias?
Fosse sempre assim, talvez tivesse menos graça

Planejamento e flexibilidade

Nós levamos o planejamento financeiro muito a sério. Fizemos muita conta antes de partir. Pesquisamos referências. E continuaremos a monitorar os gastos todo o tempo.

Nos perguntamos seguidamente quanto custa viver viajando pelo mundo e encontramos respostas diferentes conforme o lugar, a época do ano e o que pretendemos fazer durante esse tempo. Tudo isso foi planilhado.

Uma viagem pelo interior da França é muitas vezes mais cara do que pelo interior da Tailândia. E ambas podem ser incríveis. O custo de viver viajando pelo mundo depende demais de em qual parte do mundo você está.

Quanto custa viver viajando pelo mundo depende de onde no mundo você está
Uma cerveja no Laos pode custar 50 vezes menos do que uma cerveja na Europa

A vida nômade nos dá extrema flexibilidade. Caso a gente esteja fora do orçamento em algum momento, uma forma simples de nos ajustar é partir para destinos mais baratos.

Como referência, o custo diário pode variar entre R$50 e R$200 por pessoa para um modo de vida econômico, mas sem sacrifícios.

Com esse orçamento e algum conhecimento sobre como economizar em viagens, é possível ter conforto (sem luxo) em praticamente qualquer lugar do mundo (sim, as exceções existem).

O custo diário pode variar entre R$50 e R$200 por pessoa para um modo de vida econômico, mas sem sacrifícios

Para nós três, levando em consideração que a Beatriz é uma bebê, faz sentido procurar por uma casa no Airbnb em cada cidade. Para um viajante solo, pode ser preciso checar as opções de hostels para que a conta feche em valores parecidos.

Nós não vamos pagar nada!

E esse valor pode ser ainda menor se você estiver disposto a abrir mão também de algum conforto. Eu e Letícia já ficamos em Londres gastando menos de 20 dólares por dia, levando todos os gastos em consideração.

Há quem trabalhe em troca de hospedagem e alimentação e quem encontre formas de fazer uma graninha em qualquer lugar.

Viajando de ônibus no Egito
É pouco provável que a gente coloque a Beatriz em um situação como essa, mas viagens de mais de 20 horas em ônibus como esse no Egito já foram uma opção comum pra gente

Como se vê, viver viajando pelo mundo não precisa ser algo caro. Não é preciso ganhar na loteria ou coisa parecida. É até possível que custe menos do que a vida que você leva hoje na sua cidade.

Parece uma boa ideia para você?

tresmochilaspelomundo

Um comentário em “Quanto custa viver viajando pelo mundo?

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: