Caindo na estrada

A gente ainda nem tinha colocado o pé na estrada e nossa vida já havia se transformado radicalmente. Até o final de maio, tínhamos empregos, a Bia estava na creche e nossa rotina era bem “tradicional”. A vida nômade era apenas um grande plano. Em junho, tudo mudou. Faltando duas semanas para entregar o apartamento,Continuar lendo “Caindo na estrada”